Introdução a Análise Fundamentalista

O que é Análise Fundamentalista?

É uma das ferramentas utilizadas para se tomar decisões no mercado financeiro que auxilia você a identificar oportunidades de investimento. Nesse tipo de análise, você estuda indicadores econômicos da empresa em que tem interesse, seus demonstrativos financeiros e o cenário macroeconômico no qual ela está inserida. Assim, você verifica se o momento é adequado à compra ou à venda da ação, avaliando se o preço do papel está justo ou não.

Por que usar a Análise Fundamentalista?

Pois, no longo prazo, o alto retorno obtido com as escolhas certas compensa a atenção e o cuidado no acompanhamento e estudo dos indicadores fundamentalistas das empresas.

Análise fundamentalista quantitativa: 

A análise fundamentalista quantitativa é feita a partir dos números das empresas. Nela, você avalia indicadores como a receita, a margem operacional e o endividamento da empresa, por exemplo.  

Análise fundamentalista qualitativa: 

A análise qualitativa faz uso de fundamentos que apontam para a qualidade da gestão, como o nível de governança, o potencial de crescimento e os riscos do segmento, por exemplo.

O que é a Análise Fundamentalista Top Down?

Top down significa “de cima para baixo”. Sendo assim, nessa abordagem você inicia a análise a partir de indicadores macroeconômicos que afetam a empresa, como a inflação, a taxa de juros e a de câmbio. Depois, você analisa o panorama setorial no qual ela se encontra, como a tecnologia existente, as barreiras à entrada e os concorrentes. Por último, são analisados dados da própria empresa, como seus demonstrativos financeiros.

O que é a Análise Fundamentalista Bottom Up?

Bottom up significa “de baixo para cima”. Sendo assim, o caminho é contrário ao da abordagem top down, iniciando a análise pela saúde financeira da empresa e finalizando no cenário macroeconômico. 

Para investidores de curto prazo: 

Caso você seja um investidor com objetivos de curto prazo, a análise fundamentalista pode lhe ajudar a saber em qual ação investir. Para saber quanto e quando comprar ou vender, pode utilizar a análise técnica. 

Para investidores de longo prazo: 

Se você for um investidor com objetivos de longo prazo, a partir da análise fundamentalista vai saber em qual ação investir e qual o momento ideal para isso.

Indicadores: 

  • Preço/Lucro (P/L):
    Indica o quanto a empresa obtém de lucro sobre a ação. Quanto maior a relação, mais cara está a ação. 
  • Preço/ Valor patrimonial (P/VPA):
    Indica o quanto o preço de uma ação representa do patrimônio líquido da empresa.  Quanto maior a relação, mais cara está a ação. 
  • Dividend Yield (DY):
    É calculado dividindo-se o dividendo pago por ação pelo preço da ação. É importante comparar esse índice com o de outras empresas do mesmo setor. Quanto mais, mais dividendos são pagos.
  • Payout:
    É o percentual do lucro líquido em dividendos e indica se a distribuição de lucros pode ser mantida nesse nível ou se está acima da capacidade de geração de lucros da empresa. Consideramos como um bom payout uma taxa abaixo de 90%. 
  • Dividendo pago por ação:
    Relação entre os dividendos pagos nos últimos 12 meses e a quantidade de ações emitidas pela empresa.
  • Valor de mercado:
    Preço da ação multiplicado pelo número de ações emitidas pela empresa.
  • Price Sales Ratio:
    Valor de mercado da empresa dividido pela receita patrimonial líquida.
  • Lucro por Ação (LPA):
    Relação entre lucro (ou prejuízo) líquido do exercício e o número de ações emitidas pela empresa,
  • Valor Patrimonial por Ação:
    Patrimônio líquido da empresa dividido pelo número de ações emitidas. 
  • Margem Bruta:
    Relação entre o lucro bruto e a receita líquida da empresa nos últimos 12 meses. 
  • Retorno sobre o Patrimônio Líquido (ROE):
    Relação entre o lucro líquido dos últimos 12 meses e o patrimônio líquido. Indica o quanto de valor a empresa está agregando. 
  • Margem Líquida:
    Relação entre lucro líquido e receita líquida da empresa. 
  • Liquidez corrente:
    Ativo circulante dividido pelo passivo circulante. Indica quanto a empresa tem a receber no curto prazo em relação a quanto deve no mesmo período. 

Demonstrações financeiras:

A análise fundamentalista faz uso das 3 principais demonstrações financeiras. São elas: Balanço patrimonial, demonstrativo de resultado do exercício e demonstrativo de fluxo de caixa. 

  • Balanço patrimonial:
    A partir do balanço patrimonial, é possível visualizar se a empresa se encontra em um bom momento ou não, avaliando seus ativos e passivos.
  • Demonstrativo de Resultado do Exercício:
    Com o DRE, você pode verificar se a empresa obteve lucro ou prejuízo no período.
  • Demonstrativo de Fluxo de Caixa:
    O Fluxo de caixa indica qual o valor que a empresa tem em caixa, considerando as entradas e saídas motivadas por atividades de investimento, de financiamento ou operacionais.

O que é Value Investing?

É uma estratégia para escolha de ações que prioriza as que estão abaixo do seu valor no momento de análise. Para observar isso, você pode fazer um comparativo do preço atual da ação com o que ela deveria custar de acordo com a análise fundamentalista, sendo esse seu valor intrínseco. Ao investir de acordo com o value investing você ganha uma margem de segurança.

O que é Valuation?

Valuation significa valoração de uma empresa. O objetivo é avaliar a ação ou a própria empresa. Através do valuation é possível determinar se o valor de uma ação é justo ou não, e a capacidade de uma empresa em gerar lucros futuros. Além disso, você pode identificar riscos e oportunidades do negócio.

Quando comprar uma ação?

Seguindo a análise fundamentalista e aplicando o value investing, você deve comprar uma ação se a empresa apresenta bons fundamentos e se o preço da ação está abaixo de seu valor intrínseco determinado. Quanto mais frequentes e menores forem seus aportes, mais importante será o preço da ação.

Quando vender uma ação?

Você pode vender sua ação pelos seguintes motivos:

  • A ação atingiu seu valor intrínseco (para você vender sua ação sob esta condição, é importante recalcular seu valor intrínseco);
  • Os fundamentos da empresa não atendem mais seus critérios;
  • Caso surja uma oportunidade mais atraente.

Análise Fundamentalista X Análise Técnica

A análise fundamentalista avalia o preço da ação a partir de dados que mostrem sua saúde financeira e sua gestão. O principal objetivo de quem utiliza a análise fundamentalista é a formação de patrimônio no longo prazo. A análise técnica, por sua vez, permite você enxergar movimentos que o preço da ação tem dentro de horas, dias ou semanas. O objetivo de quem utiliza a análise técnica é lucrar no curto prazo.

Open chat
Posso ajudar?