GI Way

Demonstrativo dos principais indicadores em formato gráfico considerando o campo de tempo de 10 anos.

GRUPO 1 – LUCRATIVIDADE E GERAÇÃO DE CAIXA

Esse grupo de indicadores avalia o quanto de riqueza a companhia consegue criar. 

1º Passo – Receita Líquida: Mede o quanto a empresa vendeu de bens/serviços, descontados impostos sobre vendas, devoluções e descontos.

2º Passo – Resultado Bruto: É igual a receita líquida deduzida do custo dos produtos vendidos. 

3º Passo – Resultado Operacional: É igual ao resultado bruto deduzido das despesas de pessoal, depreciação, administrativas, de marketing, pesquisa e desenvolvimento e outras despesas necessárias para a operação. Também pode ser encarado como o resultado financeiro dos tributos.

4º Passo – Lucro Líquido: É o que informalmente chamamos de lucro. Sua fórmula é Lucro Líquido = Resultado Operacional + Resultado Financeiro (receitas financeiras – despesas financeiras) – Imposto de Renda e Contribuição Social sobre o Lucro. É também chamada de última linha, e é o item mais importante da DRE.

5º Passo – Caixa Líquido Atividades Operacionais: Medida aproximada de quanto a empresa gerou de caixa no seu negócio.

6º Passo – Patrimônio Líquido: É a medida de riqueza dos acionistas que está investida na empresa. Também é uma aproximação do quanto os acionistas receberiam em dinheiro, hoje, caso a empresa deixasse de existir.

7º Passo – ROE: Return on Equity, retorno sobre patrimônio líquido, é uma medida de rentabilidade do patrimônio da empresa. Quanto maior o ROE melhor.

GRUPO 2 – QUALIDADE DA ADMINISTRAÇÃO

Neste grupo avaliamos apenas os aspectos quantitativos através de margens. Mas perceba que as margens são especificas de segmentos e setores de economia. Por isso, você só pode comparar as margens para uma empresa em anos diferentes ou então, entre empresas concorrentes.

8º Passo – Margem Bruta: Mede a eficiência da empresa em controlar os custos brutos. 

9º Passo – Margem Operacional: Mede a eficiência da empresa em controlar os custos brutos e operacionais. 

10º Passo – Margem Líquida: Mede a eficiência da empresa em controlas os custos brutos, operacionais e financeiros.

GRUPO 3 – ENDIVIDAMENTO

Esse grupo de indicadores avalia o equilíbrio do endividamento de uma empresa.

 

11º Passo – Dívida Líquida: Mede o endividamento líquido da empresa.

12º Passo – Dívida Líquida / Resultado operacional: Medida de controle do endividamento da empresa. Mede em quantos anos a companhia conseguiria quitar toda sua dívida atual com base apenas no resultado operacional.

13º Passo – Dívida Bruta / Patrimônio Líquido: Mede a relação entre capital de credores e capital próprio.

GRUPO 4 – RETORNO AO ACIONISTA

Esse grupo de indicadores avaliam a remuneração oferecida para os acionistas, tanto em termos de dividendos quanto de ganhos de capitais.

 

14º Passo – Dividendos Distribuídos: Mede a quantidade total de Dividendos e Juros sobre Capital Próprio distribuídos (JSCP) aos acionistas.

15º Passo – Preço: É um gráfico de cotação da ação ao longo dos anos.

16º Passo – Preço vs LPA: É um gráfico mostrando a relação do preço da Ação com os Lucros por Ação (LPA).

17º Passo – Preço vs VPA: É um gráfico mostrando a relação do Preço da Ação com o Patrimônio líquido por Ação (VPA).

*CAGR: Mede o crescimento composto de um determinado indicador durante um período de tempo.

Open chat
Posso ajudar?